Tudo o que não aconteceu é perfeito.

novembro 7, 2014 at 8:28 pm Deixe um comentário

Tudo o que não aconteceu é perfeitoAmanhã não, por favor. Amanhã é muito longe, distante. Talvez eu nem chegue. Eu vivo é o meu eu, hoje. Porque hoje é sempre o melhor dia, sabe? Eu queria mais, você entende. Muito, mas muito mais. Entretanto, o verbo está no passado e o que passou ficou pra ontem. Perdido no caminho. Hiato de tempo, de sentimentos. Tudo se transforma e se cura. Cicatrizes se fecham, dores passam e nos fortalecem. O que é de verdade permanece. O que é real é mais fácil de voltar. Porém não sei o que foi real. Foi, pois o tempo não volta e, talvez você ainda não saiba, mas hoje é o reflexo de ontem. Saudade se mata hoje. Mas como, se a saudade que sinto agora é de ontem. Então, fecho os olhos para lhe encontrar sempre no passado. E volto ao nosso momento errado. Tudo o que não aconteceu é perfeito. Abro os olhos e fujo com eles quando encontro os seus. Porque ontem você foi meu desejo, hoje você é o meu pesadelo e amanhã será o meu sonho. Amanhã? Não, por favor. Amanhã é muito longe, distante…

Bruno Cazonatti

Anúncios

Entry filed under: Adocicados & Cítricos:.

Bang! Toaster

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


O Poeta Corrosivo:

Bruno Cazonatti - Carioca, balzaquiano. Um redator feito de resto das estrelas, que insere neste espaço os seus textos e segredos de muitas lembranças caladas, rascunhos amassados e a poeira dos pés da sua curta estrada.
Faz poesia barata com seus segredos revelados em textos compostos de desejos implícitos, e apimenta suas letras mudas, com contos imaginários, salpicados da acidez que aparece entre raios de sol e a tempestade de palavras com aroma de chuva.
Tudo isso, bem misturado às mensagens rabiscadas na essência da sua vida.
----------------------------

Os textos deste blog estão protegidos pela lei nº. 9.610 de 19-02-1998.
Não copie sem permissão.
[Ácido Poético® - Todos os direitos reservados]

http://www.twitter.com/cazonatti

ø Textos Protegidos por Direito Autoral ø

Creative Commons License
Ácido Poético by Bruno Cazonatti is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at Ácido Poético ®.
Permissions beyond the scope of this license may be available by: cazonatti@gmail.com

Às vezes balbucio algo no Twitter:

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: