Um Cara Mais Saudável

abril 24, 2007 at 12:34 pm 27 comentários

Salame Sábado, oito horas e quinze da manhã. Minhas velhas havaianas brancas, um short florido, camiseta, um boné que servia para camuflar meu cabelo despenteado, eram os adereços na construção daquela minha imagem recém-acordada. Com uma bisnaga embaixo do braço e segurando na sacola o saquinho de leite tipo B, eu esperava o atendimento no balcão
– 300 de salame, por favor.
Todo dia eu penso em ser um cara mais saudável, mas um café com leite acompanhado de um pão francês com muito salaminho é indispensável aos pecadores do paladar menos requintado. Ao sair da padaria, passo por toda a feira que ocupa a minha rua. O início é fétido, com cheiro dos peixes de tudo que é tipo. Mais à frente, tudo se torna colorido em meio às frutas, verduras e legumes. Senhoras e idosos com as típicas sacolas de ráfia na mão, enchendo-as com inúmeras coisas saudáveis. Intimido-me e compro apenas um limão. Bem ácido, para respingar por todo o meu sanduíche de salame.
– Por que você não leva uma fruta, freguês? Tem uva, melancia, laranja seleta e lima.
– Não, obrigado. Parei de beber. Fruta só me presta com álcool.
Após retrucar ao feirante, sigo a rua em frente. Antes de chegar à Kombi, para devorar um pastel com caldo de cana, observo uma senhorinha chupando um pedaço de abacaxi. Ela deveria ter uns 90 anos e aparentava estar muito bem de saúde. Seu carrinho estava repleto de frutas, verduras e legumes. Ela olha de relance e me cumprimenta com um sorriso quase que melado. Eu a respondo apenas com os olhos. Depois desta cena, quase desisto do meu sanduíche de salame. Sabe, realmente penso em ser um cara mais saudável, mas hoje é sábado, oito horas e vinte da manhã.

Entry filed under: Ácidos.

Aterrissando em Mim Sobre Casquinha de Sorvete e Felicidade

27 Comentários Add your own

  • 1. Sônia  |  abril 24, 2007 às 1:17 pm

    Adorei…rs, fiquei aqui imaginando a cena.
    Eu não resisto a um pão com salame! hahaha!
    Mas se não tiver, pode ser cheio de manteiga mesmo, hum…

    Bom dia!

    Responder
  • 2. anasonhadora  |  abril 24, 2007 às 1:36 pm

    Hoje fazes parte dos meus sonhos. E de cá não sáirás.
    Beijinhos embrulhados em abraços

    Responder
  • 3. luana  |  abril 24, 2007 às 1:40 pm

    uhuhuhuhh

    o engraçado(?) ou tragico..sei la.. é que sempre adiamos (eh assim q escreve?deu branco) as mudanças..pq será? medo? comodismo?os dois? Oo

    seu texto me fez refletir sobre o que eu tô fazendo da minha vida..:/ as vezes me da medo de ta “estragando” rla, mas analisando bem..tô percorrendo um caminho né e nem sempre ele é lisinho..”sao coisas da vida..”

    tenha um bom dia srito e uma otima semana! obg pela leitura matutina 😛

    dxo beijos!

    Responder
  • 4. Alê Quites  |  abril 24, 2007 às 1:41 pm

    Tenho que confessar que amo pão frances com salame (mortandela)…hum!
    Tenha um bom dia!
    Beijos

    Responder
  • 5. Alê Quites  |  abril 24, 2007 às 1:42 pm

    Ops! É mortadela! kkk

    Responder
  • 6. Girassol  |  abril 24, 2007 às 2:12 pm

    Entusiasmam-me as pessoas de 90 anos felizes e saudáveis, mas que garantias temos de que se abandonarmos o prazer do pão francês com salame chegaremos lá?
    Não sei, tenho medo de me privar, de fazer sacrifícios e acabar atropelada por um automóvel. Prefiro pensar: se tiver que ser, melhor que tenha vivido feliz até lá. =)

    Beijos.

    Responder
  • 7. Bárbara P.  |  abril 24, 2007 às 2:20 pm

    Sábado não é dia de ficar saudável, definitivamente. Já basta ter que tomar banho! Pelamor.

    Responder
  • 8. Luiza Lisboa  |  abril 24, 2007 às 3:28 pm

    Nossa, muito bom! Eu tava aqui até imaginando a cena!
    Voltarei aqui mais vezes com certeza.
    Obrigada pelo comentário nos bastidores!
    Beijos!!!

    Responder
  • 9. Aline Ribeiro  |  abril 24, 2007 às 5:43 pm

    Olá!
    Tb gostei daqui, e logo da primeira vez, vejo um post falando sobre querer ser saudável, tal qual meu último post! Que coisa não?
    Abraços…

    Responder
  • 10. Mônica Montone  |  abril 24, 2007 às 7:09 pm

    Se você não sentir prazer comendo uma fruta, não coma! Ela não vai fazer o efeito que faz na velhinha.

    Eu aaaaaaamo alimentação saudável e como porque sinto prazer!!!!

    Comer algo saudável odiando vai te trazer gastrite.

    beijos, dear e boa semana

    MM

    Responder
  • 11. Ana M  |  abril 24, 2007 às 7:38 pm

    adorei a narração. acredite, você não é o único a querer ser mais saudável, ainda mais com o nosso discurso médico de cada dia: as gorduras trans! o acúcar! olha o coração! argh!, digo eu! a vida já é tão dofícil, imagina só sem chocolates, então? manda ver, véio! bisou

    Responder
  • 12. João Paulo  |  abril 24, 2007 às 8:34 pm

    Texto muito interessante e reflexivo!

    Talvez não seja totalmente o alimento ingerido, mas a quantidade e a falta de exercícios.

    Claro, balancear a comida é essencial. Tente, além do pão com salame e leite inserir algumas frutas.

    Abraços!!!!

    Responder
  • 13. Marcelo  |  abril 24, 2007 às 9:49 pm

    Putz, acho que desencanei completamente em ser um cara mais saudável.
    Ainda vou acabar pagando por isso, eu sei, mas amo salame, cigarros e cerveja, fazer o quê…

    Abração.

    Responder
  • 14. BinhoSampa  |  abril 24, 2007 às 11:53 pm

    Soube narrar um dia típico de sábado e não esquenta a cabeça com relação a ser perfeitamente saudável. Apenas não exagere nas doses. Seja feliz e aproveite esses momentos raros que a vida oferece, um sorriso de uma idosa num sábado de manhã…

    Abs e Inté.

    Responder
  • 15. Paulo Fernando  |  abril 25, 2007 às 3:39 am

    Concordo contigo. Não dá para pensarmos em boa forma nesta hora da manhã… rsrsrs

    muito legal!

    Responder
  • 16. elisabetecunha  |  abril 25, 2007 às 11:06 am

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Muito bom Bruno!

    Responder
  • 17. [P]  |  abril 25, 2007 às 11:18 am

    Estou aqui me perguntando desde quando a senhorinha teria adquirido os hábitos saudáveis e, sendo otimista, vamos supor que aos oitenta anos… se for assim, você ainda tem bastante tempo para pão com salame.

    [Eu sempre tento ver o lado menos negativo das coisas]

    =*

    Responder
  • 18. Cabrita  |  abril 25, 2007 às 11:56 am

    po.. e segunda foi feriado.. esse regime ta demorando pra sair…….

    Responder
  • 19. Edson Junior Lain  |  abril 25, 2007 às 12:12 pm

    -10 pelo short florido.

    Responder
  • 20. Cau  |  abril 25, 2007 às 6:25 pm

    Essa feirinha aos sábados eu sei como é… o pastel e o desejo de ser saudável. Mas viver é tão bom… saudável, bom… aí são outros quinhentos… deixa pra segunda. risos

    Responder
  • 21. Julio Lagedo  |  abril 25, 2007 às 6:31 pm

    Porra seu crápula, “tá bombando” teu blog. Fiquei muito feliz cara!

    Aí, o Shrek pós moderno foi sensacional, me diverti com risadas gostosas, daquelas que só seus belos textos sabem provocar…afinal, já são alguns anos lendo-te e se eu não enjoei, é porque gosto mesmo.

    Um beijo desse grande amigo,

    Julio Lagedo

    Responder
  • 22. Camila  |  abril 25, 2007 às 6:46 pm

    risooooos… adorei. penso também. mas daí pra agir… pelo menos não parei de beber, que me venham as roskas de tangerina e abacaxi, infinitamente (ou até quando o fígado/estômago – sendo vodka – chorar). beijo!

    Responder
  • 23. formiguita bipolar  |  abril 25, 2007 às 8:41 pm

    Também eu sinto essa pressão para fazer tudo direito, mas na hora da tentação acabo por ceder, muitas das vezes e depois acabo me sentindo mal na minha pele, por não ter conseguido resistir…
    Acho que devemos aproveitar esses pequenos prazeres da vida, como o pãozinho com salame, mas devemos tentar manter a nossa alimentação sob algum controlo, comendo a fruta e os legumes, para depois não termos grandes dissabores no futuro.
    Um beijo

    Responder
  • 24. Julio Lagedo  |  abril 26, 2007 às 12:42 pm

    Hoje que vim ler-te cedo tu não atualizou o blog.

    MERDA!

    Responder
  • 25. Mônica Montone  |  abril 26, 2007 às 3:38 pm

    Bruno, meu caro, nesse mundo de blogs, como não conhecemos bem as pessoas, é difícil saber o que é ficção, ironia, ou verdade, rs*…… Com o tempo, muitas visitas e amizade construída dá pra sacar, mas no começo, assim, impossível, rsrsrsrsrsr*

    beijocas

    MM

    Responder
  • 26. kkkarol  |  abril 26, 2007 às 4:00 pm

    Depois de comer inúmeros hamburgueres, biscoitos, chocolates, e afins, descobri que estou com a glicose super alta. Detalhe: Tenho 22 anos…. vishhhh…
    Eu repensaria nas frutas e verduras…. :/

    Responder
  • 27. Luz  |  abril 26, 2007 às 11:24 pm

    Pois te digo que eu cresci na base de pipoca e guaraná. Sério! Era a minha fonte de alimento mais rica e constante, tudo bem que tinham suas variáveis: pipoca com queijo, com pimenta, com catchup, com mostarda, queimada, com vinagre; mas era sempre pipoca. Depois de um tempo a minha aparência foi ficando de criança da Etiópia e daí a minha irmã resolveu interferir nos meus hábitos alimentares. Só pra vc saber a minha irmã é algo muito além do naturalista e orgânico ela SÓ come o que faz bem ao corpo. Acho que no começo é cruel, mas depois vale a pena. O meu corpo agradeceu e o seu com certeza tbm agradecerá um dia. Mas de vez enquando eu saio escondida e vou no Mc me fartar de batatas fritas, mas sem ela saber. Claro!
    Bjo bjo

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


O Poeta Corrosivo:

Bruno Cazonatti - Carioca, balzaquiano. Um redator feito de resto das estrelas, que insere neste espaço os seus textos e segredos de muitas lembranças caladas, rascunhos amassados e a poeira dos pés da sua curta estrada.
Faz poesia barata com seus segredos revelados em textos compostos de desejos implícitos, e apimenta suas letras mudas, com contos imaginários, salpicados da acidez que aparece entre raios de sol e a tempestade de palavras com aroma de chuva.
Tudo isso, bem misturado às mensagens rabiscadas na essência da sua vida.
----------------------------

Os textos deste blog estão protegidos pela lei nº. 9.610 de 19-02-1998.
Não copie sem permissão.
[Ácido Poético® - Todos os direitos reservados]

http://www.twitter.com/cazonatti

ø Textos Protegidos por Direito Autoral ø

Creative Commons License
Ácido Poético by Bruno Cazonatti is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at Ácido Poético ®.
Permissions beyond the scope of this license may be available by: cazonatti@gmail.com

Às vezes balbucio algo no Twitter:


%d blogueiros gostam disto: