Zilef LataN

dezembro 22, 2006 at 12:31 pm 4 comentários

Passeando pelas cores da minha poesia, encontrei um floco de neve. O clima natalino invadiu os meus pensamentos ensolarados e, em meio aos meus raios de sol e ventanias de esperança, achei aquela pequena partícula branca e gelada. Refleti sobre como eu poderia redigir algo aos meus leitores nesta época tão espirituosa. Então, resolvi rascunhar uma lista de Natal no verso das minhas convicções. Ou seja, colocaria tudo o que daria ao invés de pensar no que eu gostaria de receber.
Bom, primeiro eu rabisco as coisas mais singelas e simples, tipo aquelas que encontramos nas prateleiras das lojas nos shoppings entupidos de gente capitalista que só pensa em comercializar os sonhos. Barato. Agora vou evoluindo as idéias e percebendo que é melhor dar a alguém as luzes que estão dentro de mim. Dá pra perceber que não são todos que gostariam de receber esse presente. Está bem estocado em mim. Sei que poucos têm esse tipo de dádiva e, muitos, sequer fabricam mais. E pra você, meu estimado leitor, eu posso dar o mundo em letras. Mas, sei que não é o suficiente. Se você não fechar os olhos e enxergar além desse texto em preto e branco, não vai imaginar o colorido da vida. É preciso sentir. O ano novo e o natal estão além das propagandas de TV e mensagens eletrônicas que invadem o nosso correio. É muito mais que um spam.
Talvez seja a alegria da vida a sua volta, a bondade e o sentimento de companheirismo que reúne os sentimentos mais lindos apenas nessa época do ano. Pena que as pessoas só sintam isso quando alguém vestindo um vermelho vivo, de barba postiça e entoando um “ho ho ho” aparece em qualquer esquina. E essa alegria pode acontecer a qualquer dia, qualquer data. Basta a luz dentro da gente transpor a alma.
Aproveito a chance para desejar um excelente ano novo e que 2007 seja um ano de conquistas, vitórias e realizações. Desejo-lhe muitos sorrisos e infinitos abraços.
Só pra não deixar o jargão de lado: saúde e prosperidade e que o Novo Ano lhe faça definitivamente feliz.

Com carinho
Bruno Cazonatti

Entry filed under: Ácidos.

Quimera Sobre Rabanadas, Vinhos e a Vida

4 Comentários Add your own

  • 1. cabrita  |  dezembro 22, 2006 às 12:36 pm

    FELIZ NATAL E PROSPERO ANO NOVOOOOOOOO

    Responder
  • 2. cabrita  |  dezembro 22, 2006 às 12:51 pm

    ah! desculpa!!:

    oooooooovon ona orepsorp e latan zilef

    Responder
  • 3. Mila  |  dezembro 25, 2006 às 5:38 pm

    Bruno, seu blog é muito legal! Também viremos sempre te visitar. Beijinhos e até.

    Responder
  • 4. Nanna  |  dezembro 31, 2006 às 1:14 am

    Eu sinto…
    😉

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


O Poeta Corrosivo:

Bruno Cazonatti - Carioca, balzaquiano. Um redator feito de resto das estrelas, que insere neste espaço os seus textos e segredos de muitas lembranças caladas, rascunhos amassados e a poeira dos pés da sua curta estrada.
Faz poesia barata com seus segredos revelados em textos compostos de desejos implícitos, e apimenta suas letras mudas, com contos imaginários, salpicados da acidez que aparece entre raios de sol e a tempestade de palavras com aroma de chuva.
Tudo isso, bem misturado às mensagens rabiscadas na essência da sua vida.
----------------------------

Os textos deste blog estão protegidos pela lei nº. 9.610 de 19-02-1998.
Não copie sem permissão.
[Ácido Poético® - Todos os direitos reservados]

http://www.twitter.com/cazonatti

ø Textos Protegidos por Direito Autoral ø

Creative Commons License
Ácido Poético by Bruno Cazonatti is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at Ácido Poético ®.
Permissions beyond the scope of this license may be available by: cazonatti@gmail.com

Às vezes balbucio algo no Twitter:


%d blogueiros gostam disto: